Lista do dia: Os 10 Melhores Covers da BBC Radio 1 Live Lounge

Para aqueles que nunca ouviram falar, o Live Lounge é um programa de rádio da BBC britânica no qual artistas dão entrevistas e tocam músicas ao vivo. Não é incomum os artistas convidados tocarem versões suas de músicas de outras personalidades da música durante o programa, mas não são muitas as vezes em que o resultado é satisfatório. A maioria das vezes parece uma versão diferente e meio amadora da música original, e outras vezes versões estranhas ou terríveis.

Mas existem alguns artistas conseguem criar versões inovadoras e até mesmo mais agradáveis para as músicas tocadas. Entre os melhores que passaram pelo programa (na minha opinião) estão:

10. Newton Faulkner com Foundations da Kate Nash:

Uma versão bem original da música da Kate Nash, o músico inglês Newton Faulkner trouxe seu estilo próprio e adicionou uma batida bastante próxima de reggae na segunda parte da música. E por incrível que pareça ficou um trabalho muito interessante.

09. Lily Allen com Naive de The Kooks:

Muita gente critica a música da Lily Allen, eu particularmente não acho tão ruim, ela tem um estilo pessoal e canta melhor do que muitas outras cantoras que se projetaram na indústria da música nos últimos anos. Ela mostra seu talento cantando a música do The Kooks no vídeo abaixo.  Com a sua voz e seu sotaque cockney, Lily conseguiu fazer uma faixa bastante agradável.

08. Snow Patrol com One Day Like This de Elbow:

É difícil eu encontrar alguma música do Snow Patrol que não me agrade. Dito isso, algumas versões que a banda fez para outras músicas de outras bandas eu considerei bem medianas, mas eles me surpreenderam com esta versão para a banda de rock alternativo Elbow. O uso dos instrumentos de corda pode ter sido um golpe baixo para o meu apreço pela versão, mas acredito que mesmo se desconsiderá-los, o trabalho ainda vale uma posição de destaque nesta lista.

07. The Fratellis com Mercy da Duffy:

A banda escocesa The Fratellis conseguiu colocar seu toque pessoal em Mercy, da cantora galesa Duffy, sem que a música perdesse completamente as características que fizeram que ela se tornasse um sucesso nas rádios do mundo. Juntando ainda uma parte de Minder Theme, tema da série clássica da TV britânica Minder cantada pelo ator Dennis Waterman,a canção acabou se tornando um trabalho único e interessante.

06. The Kooks com Crazy de Gnarls Barkely:

Em 2006, a versão original de Crazy, criada pela dupla de neo-soul Gnarls Barkely foi sucesso absoluto nas paradas inglesas. Era bastante provável que a versão da banda The Kooks, uma das melhores bandas recém-surgidas do Reino Unido, ficasse no mínimo interessante. O que eu não esperava é que o resultado fosse tão impressionante. Ouçam com seus próprios ouvidos, e tirem suas próprias conclusões:

05. The Noisettes com When You Were Young do The Killers:

Minha relação com The Killers é muito peculiar, existem músicas da minha vida no repertório da banda, músicas boas, músicas mais ou menos, e músicas que eu detesto. When you were young ficou no quesito mais-ou-menos. Mas, o meu apreço pela música cresceu depois de algumas sessões de Rock Band na casa de amigos e depois que conheci a versão estilosa das Noisettes:

04. Boy Kill Boy com Maneater da Nelly Furtado:

Sinto que algumas sobrancelhas vão levantar ao ver essa escolha. O hit da Nelly Furtado é um guilty pleasure. Concordo que Nelly era uma artista muito melhor antes de cair na onda da gravadora e lançar um CD com um som mais popular, mas é inegável que o trabalho dela dentro desse segmento agradou muito. As batidas e melodias foram bem sincronizadas e o sucesso estrondoso foi sinal do trabalho da cantora. A versão da banda Boy Kill Boy não poderia ser mais diferente da original. A letra de Maneater se enquadrou perfeitamente na melodia que quase chega no Jazz, transformando numa música completamente diferente, e essa versão modificada da música já chegou a ser interpreda por bandas mais recentes…

03. Stereophonics com Best of You do Foo Fighters:

A voz do Kelly Jones, vocalista do Stereophonics é incomparável. Sempre que a banda resolve fazer versões de músicas, como Don’t let me down e Revolution dos Beatles, por exemplo, apenas a voz do Jones já cria um diferencial importante. Em Best of You do Foo Fighters não podia ser diferente, principalmente para um fã de carteirinha do Stereophonics como eu.

02. Keane com With or Without You do U2:

Apesar de ter sérios problemas com o Keane (como não gostar de nenhuma das músicas da banda, a única exceção sendo Is it any wonder?), devo confessar que a versão deles de With or Without you é fantástica. A balada clássica do U2 (uma das minhas bandas favoritas) ganhou uma roupagem mais contemporânea nas mãos do Keane, e conseguiu fazer com o meu conceito da banda não permanecer tão baixo assim.

1. Amy Winehouse com Valerie do The Zutons:

Várias pessoas que eu conheço acreditam que Valerie é uma música original da Amy Winehouse. Ledo engano. Mas compreensível, uma vez que a versão que ela fez com o Mark Ronson é muito melhor do que a música do Zutons. E mesmo sem o toque do DJ na versão do Live Lounge, está muito superior ao trabalho original. Amy se recupere e volte ao mundo da música. Estou com saudades.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s